O Amor Destrutivo

||O Amor Destrutivo

Observamos pessoas que entram em relacionamentos cheios de conflitos que causam bastante sofrimento. São mulheres e homens que se relacionam com parceiros com problemas de bebida, drogas, ou com pessoas que tem grandes dificuldades emocionais. Parece que entram nas relações para sofrer. Quando acabam um relacionamento problemático, logo entram em outro. Por que será que isso acontece?

Essas coisas não acontecem por acaso. A origem desse padrão que busca relações doentes está na infância. Durante esse período, a criança precisa de atenção e do amor dos pais para desenvolver o seu amor próprio. O quanto essa criança aprende a se amar e se aceitar, depende do quanto os pais a amam e a aceitam. Sua autoestima é completamente afetada pela relação com seus pais.

A criança tem uma necessidade emocional de receber atenção e reconhecimento  através do contato físico, elogios, interações. Quando ela recebe bastante atenção positiva (Elogios, carinho e afeto), ela aprende que essa é a forma normal de se relacionar. Sua autoestima e amor próprio se desenvolvem, e quando cresce se torna um adulto saudável que busca relacionamentos afetivos positivos.

Entretanto, os pais que não dão muita atenção de forma positiva, acabam dando atenção de forma negativa através de críticas, castigos, surras. Nesses casos, a criança aprende que essa é a  forma normal de receber amor; fica gravado no seu inconsciente. Sua autoestima se deteriora e na vida adulta entra em relacionamentos que trazem sofrimento.

A criança tem avidez por atenção e reconhecimento. Quando ela não ganha isso de forma positiva, vai buscar pelo lado negativo. Em algumas famílias o elogio e reconhecimento positivo é escasso, ou mesmo inexistente. Quando a criança faz algo de bom, seu comportamento é visto como normal e é ignorado, não recebendo qualquer atenção. Mas, quando ela faz algo que desagrada aos pais, logo recebe a atenção negativa.

Para a criança, receber esse tipo de atenção é melhor do que não receber nada. Ela precisa ter sua existência reconhecida, e, se não for de uma forma positiva, que seja então de uma forma negativa. Como nesse tipo de família é muito mais fácil receber essa atenção negativa, a criança inconscientemente busca esse tipo de amor, desejando muitas vezes ser mal tratada pelos pais, pois é melhor ter esse tipo de relação com eles do que ser ignorada.

Ao crescer, essas crianças formam no seu inconsciente um padrão emocional de receber amor de forma negativa e acabam buscando relacionamentos que vão repetir os mesmos sentimentos da infância: Raiva, rejeição, abandono, tristeza, medo…

O adulto que entra nesse tipo de relacionamento não tem essa compreensão. Parece que as coisas acontecem por acaso, por azar. Mas no seu interior tem uma força inconsciente que o faz se sentir atraído por situações problemáticas. Se porventura ele encontrar uma pessoa equilibrada, não sentirá atração por ela, ou, se começar a se relacionar, logo perderá o interesse e vai achar que isso ocorreu por diversas razões: “Não havia química entre nós”; “É uma ótima pessoa, mas não a amo”; “Não combina comigo”…

Mas na realidade, a falta de interesse ocorreu por que aquela pessoa não é capaz de dar para ele o sofrimento que vem buscar de forma inconsciente. Observe mulheres que se relacionam com homens mulherengos, que as traem e fazem sofrer. Elas falam que desejam encontrar um homem que seja bom e fiel. Entretanto, quando encontram um homem com esse perfil, não conseguem se interessar por eles, falam que sentem apenas amizade, carinho, mas não amor. Já como os homens que provocam sofrimento, se apaixonam facilmente.

Esse tipo de atração parece amor, mas, na realidade, é um vício em buscar sofrimento gerado pela falta de amor próprio. O fato de não ter recebido amor dos pais na infância gera um sentimento na criança de que ela não tem valor. Esse sentimento permanece até a vida adulta. E quando sentimos que no fundo não temos valor, vamos buscar sofrer e nos punir. Enfatizo que tudo isso ocorre de forma inconsciente e sutil. Parece tudo obra do acaso.

Observe como andam seus relacionamentos, se são prazerosos, saudáveis, ou sempre trazem sofrimento e dificuldades. Quando essa segunda opção acontece com frequência, é um sinal de que existem problemas de autoestima que precisam ser curados.

As pessoas tentam muitas vezes, inutilmente, melhorar os relacionamentos pela própria força de vontade. Mas a qualidade das relações só melhora quando a autoestima se eleva. Se essas emoções inconscientes não forem curadas, os padrões de comportamento e sofrimento continuam se repetindo ao longo da vida. É preciso se libertar dessas emoções pois elas tem um forte poder sobre nossos pensamentos e ações.

Através da prática da EFT (Técnica para Autolimpeza Emocional – Clique Aqui e solicite o Manual Gratuito para aprender a eliminar emoções e pensamentos negativos em minutos!), conseguimos limpar essas emoções do passado. Nossa autoestima se eleva e os padrões de autossabotagem são eliminados. Assim nossas relações passam a ser mais saudáveis.

Vou sugerir agora uma rodada genérica de EFT para tratar o “amor destrutivo” (Gosto sempre de enfatizar que, para ter melhores resultados, é importante que cada pessoa trate seus problemas e emoções negativas de forma personalizada).

Frase de preparação (Repete 3 x no ponto do karatê) “Mesmo que eu sinta essa necessidade inconsciente de buscar sofrimento, eu me aceito profunda e completamente”. “Mesmo que eu tenha gravado dentro de mim essa forma negativa de receber amor, eu me aceito profunda e completamente.” “Mesmo que eu  tenha essa desejo inconsciente de sofrer, eu me aceito profunda e completamente.”

Topo da cabeça: Sinto um desejo inconsciente de sofrer
Início da sobrancelha: Que vem dos sentimentos da infância que venho guardando 
Lateral do olho: De rejeição
Embaixo do olho: Sentimentos  de abandono 
Embaixo do nariz: Medo
Embaixo do lábio inferior: Tristeza 
Osso da clavícula: Culpa
Embaixo da axila: Devido a essa negatividade 
Topo da cabeça: Eu venho buscando o sofrimento de forma inconsciente 
Início da sobrancelha: Entrando em relacionamentos com amor destrutivo
Lateral do olho: Para perpetuar
Embaixo do olho: O que eu aprendi na infância
Embaixo do nariz: Existe um impulso dentro de mim 
Embaixo do lábio inferior: Uma força negativa
Osso da clavícula: Um sentimento de que não tenho valor
Embaixo da axila: Que vem da autoestima baixa
Topo da cabeça: Que me levam a autopunição
Início da sobrancelha: A esse tipo de amor destrutivo
Lateral do olho: É uma repetição do que passei na infância

Sugestão de Rodada Genérica de Liberação e Positiva (Gosto de enfatizar que, para melhor efeito, trabalhe sempre o negativo de forma especifica, até elimina-lo antes de colocar algo positivo).

Frase de preparação: Mesmo que exista esse impulso inconsciente dentro de mim de buscar o sofrimento, eu me perdoo e me aceito profunda e completamente. Mesmo que eu venha me punindo por sentir que não tenho valor, eu me perdoo e escolho sentir o meu valor. Mesmo que eu venha buscando esse tipo de amor destrutivo, eu me perdoo e me aceito profunda e completamente.

Topo da cabeça: Eu escolho me liberar
Início da sobrancelha: Do sentimento de auto rejeição
Lateral do olho:  Da necessidade de me punir
Embaixo do olho: Do sentimento de que não tenho valor
Embaixo do nariz: Eu me perdoo por ter me sabotado 
Embaixo do lábio inferior: Por buscar o amor destrutivo
Osso da clavícula: Eu me perdoo pelo sofrimento que venho me causando
Embaixo da axila: Eu escolho sentir o meu próprio valor
Topo da cabeça: Escolho me amar e me aceitar incondicionalmente
Início da sobrancelha: Escolho me sentir merecedor  de respeito
Lateral do olho: De um amor positivo
Embaixo do olho: Escolho me sentir merecedor de uma relação saudável
Embaixo do nariz: Eu me libero da necessidade de sofrer
Embaixo do lábio inferior: Eu perdoo meus pais pela falta de amor
Osso da clavícula: Eu me perdoo pela minha falta de amor próprio
Embaixo da axila: Eu escolho ficar em paz comigo mesmo

É importante ressaltar que cada pessoa deve tratar seus problemas e emoções negativas de forma personalizada.

Convido você a aprender como utilizar a EFT pra que você possa eliminar emoções negativas (Medo, mágoa, trauma, culpa, ansiedade, raiva, tristeza, abandono…), pensamentos negativos e crenças limitantes. Clique Aqui e solicite o Manual Gratuito pra aprender agora!

Um forte abraço!

André Lima.

PS.: Se você gostou desse artigo e acredita que esse conhecimento pode ajudar outras pessoas, então clica em Curtir em algum lugar dessa página. Vou ficar muito grato a você!

By |2018-05-03T18:44:30+00:00outubro 23:21|Categories: Autoestima|Tags: , , , |

EFT: A MAIS PODEROSA FERRAMENTA DE DESENVOLVIMENTO HUMANO E AUTOCURA DO SÉCULO XXI!

Aprenda essa Técnica incrível para Identificar e Eliminar Programas Sabotadores Inconscientes que Prejudicam sua Vida em todas as Áreas: Saúde, Relacionamento, Profissional e Financeira.

SOLICITE SEU MANUAL COMPLETO DA EFT AGORA MESMO!

 

29 Comments

  1. Lucila 18 de julho de 2014 at 13:36 - Reply

    Muito bom André!!!!!
    Somos aquilo que pensamos e pensamos de acordo com nossas vivencias na infancia.
    O bom de tudo isto é a oportunidade de resignificar.
    Texto escrito de maneira fácil e muito didática!!!!!!!!!!!!!
    Grande abraco

    Lucila

  2. Maria de jesus 14 de julho de 2014 at 19:56 - Reply

    Meu relacionamento e cheio de conflitos e eu sinto essa necessidade inconsciente de buscar sofrimentos, meu marido me ama, mas não via nele o amor que diz que sente, baixei o manual e estou entendendo, que tudo vem desde a minha infância e nada e culpa dele. Eu o culpava o tempo todo, pela falta de companheirismo, falta de amor, falta de carinho e na verdade eu tinha tudo isso e não entendia. Estamos separados, imagine o meu sofrimento! Essa necessidade constante que tenho de falta de tudo, vem de meu sofrimento na infância, longe de meus pais porque não tive o amor deles, e a pessoa que me criou só me batia e acusava de tudo. Luto insistentemente para que ele volte e nada, ate aqui. Parei de insistir e quero entender tudo e me curar dessa dor que tenho dentro do peito. Aprender a me amar de verdade!

  3. Jane 7 de julho de 2014 at 23:33 - Reply

    Perfeito Andre. Obrigada
    Ha muitos anos tento procurar o porque de ser sempre assim nos meus relacionamentos.
    Agora sabendo fica mais facil me ajudar. Quem sabe ate meu ciumes doentio eu possa encontrar a razao tambem.
    Obrigada por este presente.
    Fica na paz .
    Jane

  4. Lu 7 de julho de 2014 at 17:40 - Reply

    Perfeito! Perfeito!!!

  5. Ana Carolina 7 de julho de 2014 at 14:10 - Reply

    Sinto que foi bem isso que ocorreu comigo André. Obrigada por me ajudar a ver melhor. É difícil se olhar, há sempre o tempo certo.

  6. MILADY ARAUJO 24 de abril de 2014 at 12:52 - Reply

    André….
    Fantástico…Desejo repensar o quanto têm sido difícil encarar os fatos desta maneira inconsciente e me resolver de forma saudável esta questão que tanto me aprisiona.Obrigada

  7. Julio 5 de março de 2014 at 21:25 - Reply

    Oi André, acho que agora muita coisa faz sentido… Gostaria de ter informações sobre suas consultas individuais online.

  8. Débora T 2 de março de 2014 at 20:57 - Reply

    Oi André! Esse tema é justamente o meu maior problema. Venho buscando o autoconhecimento e conforme encontro em mim emoções negativas, da infância e até os dias de hoje, eu aplico a EFT. Já senti alguma melhora, mas ainda não consegui me libertar completamente. É muito difícil lidar com a necessidade do “objeto” amado e saber que “aquilo” não te faz bem. É como um vício. Um livro que me ajudou muito a enxergar essa situação na minha vida, e compartilho com vcs para que possa ajudar quem precise, chama: Mulheres que Amam Demais – da autora Robin Norwood.
    Antes de ler esse livro, eu não imaginava que meu comportamento era autodestrutivo. E depois com a EFT eu estou começando a conseguir eliminar meus maus hábitos e pensamentos em relação a autoestima e amor destrutivo.
    Obrigada pelo trabalho, André.
    Abraços a todos.

  9. Zaira 26 de fevereiro de 2014 at 19:50 - Reply

    Gosto dos artigos publicados, mas não entendi nada sobre esses pontos do corpo mencionados acima. Não há uma explicação clara do que seja, ou do que deve ser feito. Dá a impressão de que foram colocados aí de forma aleatória, não faz sentido.
    Obrigada!

    • Rosana 16 de março de 2014 at 19:48

      Zaira,
      Abaixe o manual que está disponível na página e lá vc entenderá onde são os pontos.

  10. Sónia 26 de fevereiro de 2014 at 14:16 - Reply

    Gostei muito André.

    Vou fazer este trabalho que descreveste no texto a ver se melhoro as minhas relações.

    Minhas relações nunca dão certas, só atraio dor e sofrimento. Agora percebo de onde tudo teve início. Na infância. E sei que é verdade. nunca fui elogiada nem me senti amada, mas sempre castigada e ignorada.

    Boa André, continue ajudando por favor as pessoas “perdidas”.

  11. Lídia Vitória 26 de fevereiro de 2014 at 03:54 - Reply

    Obrigada André. Mais uma vez obrigada por nos ajudar, nos despertar, nos orientar por esses caminhos sinuosos que são o da mente humana. Me emocionei bastante nesta última rodada. Perdoar e perdoar-se é sempre um ato muito importante e mexe muito com o emocional. Paz, amor e luz. Amo vc.

  12. Daniela 26 de fevereiro de 2014 at 01:32 - Reply

    … Só fazendo mesmo pra ver, sentir, raciocinar… o que essa técnica é capaz de fazer com os nossos pensamentos e emoções! A cada dia que faço, vejo o tanto que eu tô podre (negativa) por dentro! Passo a ver as outras pessoas e situações completamente diferente… Fica óbvio que eu nunca sou culpada sozinha e vice-versa. Baita autoconsciencia…. Bate uma tristeza e uma vergonha de mim mesma… É ruim (no inicio, se vendo) mas é bom (os resultados aparecendo) se autoencarar.
    Muito obrigada por compartilhar, André.

  13. Debora 24 de fevereiro de 2014 at 13:31 - Reply

    Olá, André.

    Gostaria de saber se essa situação do amor destrutivo também entraria quando iniciamos relacionamentos bacanas e, com o passar do tempo, eles se transformam em fontes de sofrimento. Tenho vivido isso. Conheço pessoas legais, com objetivos comuns, mas com a vivência do relacionamento não consigo manter o padrão bom. Acabo me tornando insegura, emocionalmente instável e daí as cobranças, brigas e sofrimentos têm início.

    Tenho tentado me libertar de tudo isso, mas até hoje obtive apenas resultados temporários. A EFT ajudaria, trabalhando o amor destrutivo nesse caso?

    Abraços,

    Débora

  14. Alan 15 de janeiro de 2014 at 18:12 - Reply

    Eu sinto a necessidade de buscar alegria, emoções boas, eu fico em paz, mas as vezes tenho a impressão que são poucas as pessoas que querem também andar nesse caminho.

  15. jana cornutti 3 de janeiro de 2014 at 18:28 - Reply

    gostaria de receber e mails para poder me encontrar mais na minhas colocaçoes sobre amor proprio, auto estima, autoconhecimento td que possa me ajudar a me encontrar mais.
    Abaços

  16. liz 2 de janeiro de 2014 at 16:23 - Reply

    Gostaria de mais artigos e exercicios sobre esse assunto, achei mto interessante essa associação que atribuimos ao acaso e na verdade existe uma força inconsciente que nos impede de ser feliz. Gratidão!

  17. Sandra 22 de dezembro de 2013 at 18:41 - Reply

    Olá André
    Exatamente isso! Agora entendo melhor o q se passa comigo em meus relacionamentos.
    Saí de um casamento altamente destrutivo, que me fazia infeliz e de cara entrei em outro que aparentemente é pior. Me desvalorizo e tenho certeza que é exatamente pelo fato de não conseguir ter tido um relacionamento legal anteriormente e fico em busca de migalhas afetivas por não me sentir merecedora de afeto.
    O importante é que estou começando a me conscientizar disso e quem sabe assim eu consiga sair desta prisão que eu estou, onde na verdade só mudei de cela.
    Abraços!

  18. eu 20 de dezembro de 2013 at 00:02 - Reply

    Eu estava muito triste. Estou passando por um relacionamento destrutivo na verdade um casamento que ja vai fazer duas decadas.Um relacionamento destrutivo que esta me matando a cada dia. Eu estava sem entender o porque de tanta auto punição comigo. Obrigada Andre com certeza voce esta me ajudando muito. Tive uma infancia muito dificil e vou investigar para me libertar dessa prissão emocional que estou vivendo

  19. Brigite 17 de dezembro de 2013 at 01:18 - Reply

    Olá André!
    Como dizem por ai tenho dedo podre em relação as minhas escolhas amorosas,mas lendo o que vc postou realmente é a minha história de vida.Sou filha de mãe solteira,tenho 52 anos,imagina tantos anos atras como eu fui rejeitada primeiro por não ter meu pai junto a mim e ,na escola sofri muito em nunca poder falar sobre meu pai,e minha mãe de uma frieza ,sem quase nada de carinho e atenção a não ser brigas dentro de casa,sempre me dizendo coisas que me deixavam sem chão,nunca um elogio.E quando falo que gostaria de ter tido meu pai, ela diz que isto era bobagem. Quando mais precisava dele junto a mim para me proteger das loucuras dela nunca tinha ninguem para me dar apoio.Não tenho irmaos ,e eu tbm nao era para ter nascido,mas sei la pq vim.Não quero julgar ela,mas eu teria uns 3 irmaos antes de mim,mas ela nao deixou vir.Entende,ne.Entao casei com 15 anos para sair de casa,e ai dei com todos os burros na agua,um cara que me maltratou muitoooooooooooo e eu sem força pra reagir.Hoje lendo vendo e entendendo um pouco sei o pq de td. Tenho dois filhos homens e tres amados netos.Mas depois de 28 anos casada de sofrimento consegui me sepparar,mas ficaram muitas sequelas disso ai td. Entao depois de 4 anos sem sair de casa,comecei aos poucos e entao dei de novo com alguem q me seduziu e eu me deixei levar,e logo depois me rejeitou.Voce nao tem ideia de quanto mal fiquei com tudo isso,Ja tive depressoes terriveis,sindrome do panico ,intestino irritavel,quase td meio estragado,melhor de uma entro na outra.Ai li sobre vc,mas sei que tenho que fazer e cade VONTADE??? pq isto acontece comigo??? começo coisas e desisto logo.PRECISO FORÇA PARA FAZER>
    Abraços!

  20. Brigite 14 de dezembro de 2013 at 13:25 - Reply

    Olá André!
    Encontrei o que estava procurando saber,eu sou a própria criança em busca de afeto e atenção,pq não tive meu pai na infancia e minha mae era muito difici lde conviver,nunca me deu um carinho de verdade. E so entrei em relacionamentos que me machucam.Vou ter que fazer EFT mais ou menos um ano inteiro para eu melhorar de vida.Pq dói sofrer e ser rejeitada pelas pessoas.
    Abraços
    Brtigite

  21. Marines N. Ferreira 29 de novembro de 2013 at 05:01 - Reply

    Apesar da dificuldade de fazer as rodadas para meus problemas emocionais, só de ler os artigos vou me reconhecendo e tendo mais consciência do que acontece. Mas ainda não consigo lidar com isso. É como um imã! Atração irresistível por problemas, tristezas, sofrimentos, negatividade, isolamento… Estou desempregada, em casa e fico trancada 24 horas por dia só saindo para ir no mercado! Não tenho muita dificuldade de elaborar as frases com os sentimentos negativos, sei o que sinto – ou ao menos acho que sei – porém no final, as frases positivas, de libertação, simplesmente não me ocorrem! Isso é possível? É normal?
    Vou copiar essas… Gratidão!

  22. Sandra Afonso 23 de novembro de 2013 at 20:46 - Reply

    Amei gostaria de saber quant as vezes Devo fazer por dia ou por mes este exercio Obrigada meus queridos irmãos

    • Andre Lima 24 de novembro de 2013 at 04:10

      Olá Sandrá, não há limite, faça o quanto achar necessário. Quanto mais fizer, mais terá resultados. Abraço!

  23. Cintia 19 de novembro de 2013 at 13:44 - Reply

    Bom dia André, tudo bem?
    Essa matéria (como as outras), é muito interessante…Porque inconsciente eu infelizmente busco sofrimento sim…E sabe que acho muito engraçado: na maioria das vezes eu me relaciono com homens mais velhos…Por que isso está acontecendo? Por favor, o que faço para me livrar disso? Quero conhecer uma pessoa um pouco mais jovem, da minha idade, casar…

    Fico no aguardo da sua resposta…

    Obrigada pela Atenção, Cintia

  24. Lana 27 de outubro de 2013 at 05:20 - Reply

    Há pouco mais de 3 anos (tenho 35) descobri que fui adotada, fui deixada na maternidade pela minha mãe, fui levada por uma senhora que trabalhava no administrativo do hospital e, embora o noivo dela (na época, hoje marido) tenha ficado apaixonado por mim, a mãe não, disse que não me aceitava na casa e que ela desse um jeito, se livrasse de mim pois não iria ter trabalho com crianças naquela altura da vida. Sem saber o que fazer ligou para a prima dela para pedir conselhos, que correndo foi até lá e me buscou, disse que ela mesma me criaria, e assim o fez; eu não poderia ter tido uma mãe melhor, uma família melhor. Recebi muito amor, muito carinho, fui muito valorizada e ainda sou, mas acho que esse contexto emocional de quando era récem-nascida influenciou bastante nas minhas escolhas amorosas, só depois de saber a verdade muitas fichas caíram. Esse texto foi exato para mim. O padrão da maioria das minhas escolhas afetivas foi destrutivo, a maioria não me trouxe paz. Está mais do que na hora de mudar isso e essa rodada genérica vai me ajudar muito. Muito obrigada.

  25. Denise 25 de outubro de 2013 at 10:04 - Reply

    Parabéns pelo texto André! Incrível…..Um dia minha filha me disse…
    “Mamãe, quando você me chamar, tem que dizer:Aliííííciiaaa, vem tomar banho,ou Aliííííciiaaa, vem comeerr…(ela falou bem baixinho, com voz carinhosa), E não assim:ALÍÍÍÍCIIAAA,VEM TOMAR BANHO,ou ALÍÍÍCIIIAAA VEM COMER (falou gritando) eu não gosto quando você grita comigo!!!!!!!”
    Morri…a guria só tem três anos. combinamos que assim que eu a chamasse para alguma coisa, ela viria, sem que eu precisasse gritar, e tem dado muito certo, estou uma semana sem precisar gritar pela casa…kkk..com certeza ela irá escolher um marido bem bonzinho pra ela…
    Procuro sempre enfatizar seus pontos positivos, suas qualidades, a amar seu corpo, que ela é perfeita aos meus olhos, e principalmente aos olhos de Deus! e tbém faço EFT nela…ela adora!!!
    Um abraço Andre!
    Muita luz!!!

  26. Zaira 25 de outubro de 2013 at 00:31 - Reply

    Sempre me sabotei, não só nos relacionamentos amorosos, e perdi muitas chances de ser feliz com alguém que eu achava -inconscientemente-que não merecia.
    Era bom demais para mim.
    Mas também joguei fora muitas oportunidades profissionais que me tornariam uma pessoa realizada, feliz, fazendo o que gosto e tenho competência para fazer.
    E sendo bem paga por isso.
    Hoje, estou consciente, mas uma oportunidade perdida dificilmente volta.
    Gostei muito do texto.
    Parabéns!

  27. Ângela 25 de outubro de 2013 at 00:21 - Reply

    André, quero te agradecer por essa informação, me ajudou a repensar certas atitudes que venho tendo. Obrigada e Deus te abençoe!

Leave A Comment

Seja muito bem-vindo!

Seja muito bem-vindo ao Portal de Autoconhecimento e Desenvolvimento Humano do Instituto EFT Brasil! Aqui você vai poder acessar vários conteúdos gratuitos, em diversos formatos (E-books/PDF, Vídeo Aulas, Artigos Texto/Vídeo, Workshops e mais) que vai ajudar a transformar verdadeiramente a sua vida. Sua forma de ver, pensar, sentir e agir nunca mais serão as mesmas porque uma mente que se expande jamais retorna ao seu tamanho inicial. Assine nossa Lista VIP e receba nossas dicas exclusivas para desenvolver toda e qualquer área de sua vida pra que você tenha sucesso e prosperidade, quer seja em sua saúde física ou emocional, nos seus relacionamentos pessoais ou profissionais, ou mesmo em sua vida profissional e financeira. Saiba que você pode contar conosco hoje e sempre. Juntos somos muito mais fortes! Quer ir mais rápido? Vá sozinho. Quer ir mais longe? Venha conosco!

Sobre o IEB:

O INSTITUTO EFT BRASIL (IEB) acredita que todo ser humano tem um poder interno ilimitado para superar toda e qualquer adversidade e é o único ser vivo capaz de criar sua própria realidade. A chave para desbloquear esse poder interno ilimitado é o Autoconhecimento e o Desenvolvimento Pessoal e a ferramenta certa pra isso é a EFT, pois ela trata as verdadeiras causas dos problemas, por mais profundas que sejam, e restaura o nosso equilíbrio interno e externo. Nossa missão e o nosso trabalho é ajudar a criar um mundo melhor através de cada pessoa que ensinamos a construir uma vida mais feliz, com mais saúde física e emocional, melhores relacionamentos, sucesso e prosperidade. Desde já saiba que é possível termos tudo isso ao mesmo tempo sim: Saúde, ótimos relacionamentos, Sucesso, Prosperidade e Felicidade. Não temos que escolher entre uma coisa e outra. É exatamente isso que nós vamos ensinar para você!

O Que é EFT?

EFT é a Técnica de Desenvolvimento Humano e Autoconhecimento mais revolucionária do Século XXI. Ela é extremamente poderosa e ao mesmo tempo muito simples de se aprender e aplicar. Sua eficiência para desbloquear a mente humana e promover cura é incrível. EFT é a abreviação de Emotional Freedom Techniques que traduzido significa Técnica de Libertação Emocional. Ela ajuda a reconfigurar o nosso cérebro, rearranjando as redes neurais, através da desprogramação de crenças limitantes e eliminação de emoções negativas impregnadas na mente inconsciente e no nosso corpo, e que são responsáveis por vários processos de autossabotagem. Esses processos influenciam, de forma silenciosa e imperceptível, nossas escolhas e ações, e por tanto nossos resultados. Para que você possa entender melhor tudo isso, recomendo que você Leia nossos Artigos e Baixe nosso Manual Gratuito da EFT.

COMO A EFT PODE AJUDAR VOCÊ?

A EFT é uma Técnica tão versátil que pode ajudar em qualquer área de sua vida. É que ao eliminar suas crenças limitantes e emoções negativas, as quais geram os processos sabotadores inconscientes que influenciam suas escolhas e ações, você passa a ter um entendimento mais profundo, mais limpo, mais real, dos fatos. Assim, sua capacidade, sua habilidade, seu autocontrole, sua clareza, para lidar com as adversidades, sejam pessoas, circunstâncias ou situações conflitosas, ficam mais desenvolvidos e você consegue ter mais domínio sobre o que acontece em sua vida e, é claro, melhores ações e resultados. Nossas emoções e crenças afetam o funcionamento do nosso cérebro, da nossa mente, e isso altera até mesmo nossa fisiologia, a química e o funcionamento do nosso corpo. Imagine você 100% no controle de qualquer situação! Isso é apenas um dos benefícios que você vai ter com a EFT!

error: Conteúdo Protegido!!