Recebo diversas perguntas e já atendi vários casos de pessoas que tem problemas de relacionamento, seja familiar, social ou a dois na vida amorosa. Todas elas desejam melhorar suas relações, mas não sabem como. Pelo que relatam, os problemas se repetem.

Uma coisa muito comum entre a maioria é achar que a causa desses problemas está nas outras pessoas. As vezes até tem um pouco de consciência de que ela contribui negativamente, mas no fundo age como se estivesse certa e as outras pessoas é que tivessem que mudar. Então elas se queixam do comportamento das outras pessoas e por trás dessas queixas está o desejo que essas pessoas mudem.

O primeiro passo pra mudança é tomar consciência de que você é o agente principal que cria e atrai problemas nos seus relacionamentos. É muito fácil comprovar isso… Sempre que existe algum problema nos seus relacionamentos, quem é a pessoa que invariavelmente sempre está presente? Você…

Então é a sua formar de agir, reagir, pensar e se comportar que é a verdadeira causa dos problemas. Observe que os problemas de relacionamento tendem a se repetir pela sua vida. Mudam as amizades, muda o namorado(a), e muitos dos problemas que você tinha nas relações anteriores se repetem nos novos relacionamentos.

Tem  pessoas que passam por várias situações de traição. Outras se sentem excluídas. Tem também aqueles que são sempre magoados e que colecionam esses sentimentos de várias pessoas diferentes em situações diferentes. Alguns repetem situações onde se sentem injustiçados.

Observe na sua vida quais são as situações e sentimentos negativos que estão se repetindo nos seus relacionamentos. As repetições mostram claramente que temos emoções que precisam ser curadas. Quando guardamos emoções negativas das experiências do passado acabamos por criar e atrair mais situações que criam mais daquela mesma emoção, gerando assim o processo de repetição.

Essa notícia, de que você é o grande agente que cria e atrai os problemas é ótima, pois o coloca como o grande responsável pela mudança e o tira da vitimização. No começo isso pode ser bem difícil admitir e aceitar isso. Mas quando você finalmente aceita, deixa de depender que os outros mudem, o que é algo muito libertador.

Então o que é que precisa ser mudado no seu comportamento? O que afeta os relacionamentos? Vou citar algumas coisas.

1 – Dificuldade de dizer não e impor limites com clareza, firmeza e ao mesmo tempo com suavidade e educação. Quando você não consegue colocar os limites na hora certa, você vai acumulando sentimentos de mágoa e raiva tanto de você quanto da outra pessoa. Isso vira uma bomba relógio e talvez você venha a cobrar tudo e explodir depois com essa pessoa.

Um erro comum em quem tem esse problema é achar que as outras pessoas é que tem que “Ter noção” do que elas pedem e fazem com você. Mas essa responsabilidade é somente sua, você é quem tem que se comunicar com clareza. Delegar isso pra outra pessoa demonstra que você tem pontos fracos na autoestima que precisam ser trabalhados. As pessoas não passam por de cima de você sem que você permita isso. E quando elas fazem isso, não é necessariamente por mal, e sim, por que nunca falou claramente o que pode e o que não pode.

2 – Necessidade de reconhecimento e aprovação. Quando você depende da aprovação e do reconhecimento, você vive numa prisão emocional. Passa a fazer o que não quer, deixa de fazer o que gostaria. Essa é também uma das causas da dificuldade de dizer não e impor limites. Isso significa que falta você se aprovar e se reconhecer, e por essa razão fica buscando isso de fontes externas.

3 – Necessidade de controlar o comportamento das pessoas. O ciúme, a chantagem emocional, os jogos de culpa e manipulação podem funcionar temporariamente mas sempre trazem muito sofrimento. Todos esses comportamentos tem origem na insegurança e nos problemas de autoestima que a pessoa vem carregando. Assim a pessoa precisa manipular o comportamento dos outros pra sentir-se ilusória e temporariamente segura.

E o que afeta a nossa autoestima? Muita coisa no nosso histórico emocional desde a infância: Rejeição, abandono (Físico e emocional), abuso, violência, críticas, comparações negativas, cobranças excessivas, falta de elogio, reconhecimento e apoio, e muito mais.

Por falar nisso, criei um teste que você pode acessar no meu site pra avaliar a sua autoestima. O mais importante nesse teste não é a nota final que você vai obter, e sim, a reflexão que cada pergunta vai trazer: Acesse aqui o teste da Autoestima.

Para melhorar seus relacionamentos você precisar melhorar a sua autoestima. Pra melhorar a sua autoestima é preciso que você libere e cure os sentimentos negativos que você carrega de experiências do passado que trazem emoções de rejeição, abandono, criticas, cobranças, falta de elogio e etc… E pra curar essa emoções não existe nada que seja mais eficiente do que a prática da EFT (Técnica para Autolimpeza Emocional – Clique Aqui e solicite o Manual Gratuito para aprender a eliminar emoções e pensamentos negativos em minutos!), por que a técnica consegue dissolver os sentimentos negativos com muita rapidez na maioria dos casos.

Essa limpeza emocional ajuda a acabar com os processos inconscientes de repetição dos problemas. Pra você deixar de repetir situações onde você sente injustiça, acesse e cure com a EFT a lembrança de situações recentes e antigas onde você se sentiu injustiçado. O mesmo vale pra deixar de repetir situações de rejeição, mágoa e outros sentimentos. As vezes você vai precisar dar um mergulho profundo no seu passado pra encontrar as lembranças das situações que você vem guardando, essas emoções negativas que estão afetando a sua autoestima e levando a repetição das situações.

 

Um forte abraço!

André Lima.

 

PS.: Se você gostou desse artigo e acredita que esse conhecimento pode ajudar outras pessoas, então clica em Curtir em algum lugar dessa página. Vou ficar muito grato!