É interessante observar a diferença entre o que sabemos que deve ser feito e o que realmente conseguimos pôr em prática. Não estou me referindo apenas a grandes iniciativas. Na maioria das vezes são pequenas coisas teoricamente fáceis e simples de se fazer, mas  que simplesmente não colocamos em prática: Evitar certos alimentos, não deixar nada bagunçado, fazer cursos, fazer exames periódicos, consertar o que está quebrado, praticar exercícios, descansar o necessário, dormir na hora certa, praticar meditação…

Se todo mundo fizesse o que sabe que é certo fazer, o que a mente racional diz ser o melhor pra nós, todas as pessoas estariam no peso ideal, se alimentando bem, praticando exercício, nossa casa e nosso trabalho estariam sempre organizados, ninguém deixaria pendências para trás, todo mundo teria muitos amigos, não haveriam pessoas drogadas e a vida seria muito feliz.

Algumas vezes não temos consciência de que certas coisas são comportamentos negativos que devemos mudar para viver melhor. Nesses casos, é preciso tomar consciência primeiro pra depois procurar mudar. Mas hoje eu não estou me referindo somente a esses comportamentos inconscientes. Estou me referindo também a coisas que temos total consciência e que poderíamos simplesmente agir diferente, mas de alguma forma, não conseguimos.

Olhando aqui pra minhas coisas pessoais, tem tanta coisa que já poderia ter sido resolvido… É camisa faltando botão, roupas pra doar, coisas para organizar. Com relação ao trabalho, muitas ideias que já poderiam ter sido colocadas em prática mas ainda não foram, ou foram colocadas muito depois do que deveriam.

Teoricamente, seria muito fácil pôr tudo em prática, pois não exige nenhum esforço sobre humano. Mas, tem hora que dá preguiça, a gente esquece, aparecem outras coisas pra fazer (Muitas vezes menos importantes e colocamos na frente), ou então, vamos em busca de outras atividades mais prazerosas e vamos deixando pra depois o que poderíamos fazer hoje, vai ficando pra amanhã, depois de amanhã e as vezes pra nunca.

Se eu fizesse tudo que eu sei que posso e tenho condições de fazer diariamente, meu trabalho já estaria indo muito melhor do que está hoje. Não que esteja ruim, está indo muito bem obrigado. No entanto, tenho plena consciência que poderia estar ainda melhor tomando atitudes simples. Tenho certeza que grande parte das pessoas deve se identificar com o que eu coloquei agora.

O objetivo dessas observações não é  gerar uma autocobrança excessiva ou sentimento de culpa e perfeccionismo. Isto seria bastante prejudicial. O objetivo, na verdade, é apenas o de ter consciência que muita coisa pode ser melhorada e procurar compreender o porquê essas travas ocorrem. Bem, mas enquanto eu não melhoro, eu me amo, me aceito e me perdoo profunda e completamente… O ideal é procurar mudar se aceitando ao mesmo tempo.

Por que será que isso acontece com as pessoas? Sabemos que precisamos dar um limite a uma determinada pessoa mas não damos, precisamos nos alimentar melhor mas não conseguimos, temos consciência de que devemos mudar determinados relacionamentos mas continuamos da mesma forma…

Isso ocorre porque nossas ações são guiadas basicamente pelos nossos sentimentos, e não pela nossa parte intelectual. E o que sentimos e pensamos no dia-a-dia é enormemente influenciado por emoções bloqueadas que temos de coisas que já passaram.

Vou explicar melhor. Na vida de qualquer pessoa, vai haver um grande número de experiências negativas: Brigas, perdas, frustrações, situações de medo, tristeza, raiva, culpa. São vários eventos que ocorrem desde a infância até a vida adulta.

O que significa ter uma emoção bloqueada? Significa reter uma emoção negativa de algo que já foi. Sentir algo negativo ao pensar em determinado fato.

Às vezes é bastante fácil de identificar uma emoção bloqueada. Basta lembrar de um fato passado negativo e ficar atento ao que você sente hoje ao pensar no que ocorreu. Se você lembrar de algo que passou e ainda sentir um desconforto emocional, qualquer que seja, você acabou de identificar uma emoção bloqueada. Esse desconforto pode ser raiva, mágoa, tristeza, medo, culpa, frustração, pena e etc…

Essas emoções bloqueadas vão se somando, se sobrepondo umas as outras. Esse material guardado afeta diretamente a forma como nós sentimos, pensamos e agimos. Ter emoções bloqueadas gera sentimentos e pensamentos negativos. Causa preguiça, irritação, incompreensão, cansaço, autossabotagem, procrastinação, ansiedade, pode causar depressão, vícios, obesidade, gera reações emocionais desproporcionais a fatos que ocorrem no presente, enfim…

A EFT (Técnica para Autolimpeza Emocional – Clique Aqui e solicite o Manual Gratuito para aprender a eliminar emoções e pensamentos negativos em minutos!) é uma técnica excelente para limpar emoções negativas bloqueadas, é certamente uma das mais fáceis e eficazes. No Manual da EFT é ensinado o Procedimento para Paz Pessoal, que é justamente uma forma de fazer uma limpeza profunda dos sentimentos guardados, utilizando a EFT.

A limpeza dos bloqueios melhora a forma como sentimos e pensamos, trazendo paz interior, clareza mental, diminuição dos níveis de ansiedade. Tudo isso vai se refletir nas nossas ações e na parte física.

 

Um forte abraço!

André Lima.

 

PS.: Se você gostou desse artigo e acredita que esse conhecimento pode ajudar outras pessoas, então clica em Curtir em algum lugar dessa página. Vou ficar muito grato!