Recentemente, escrevi um texto com “Dicas fantásticas para ficar pobre”. Uma delas fala justamente sobre o tema “raiva das contas”. Tem gente que fica indignado com o valor a pagar de algumas contas no final do mês. Agir dessa forma prejudica muito a própria prosperidade. Vamos ver o porquê.

A pessoa começa a ter pensamentos do tipo “é um absurdo, é um roubo, eles só querem lucrar, é uma exploração…” A negatividade gerada pela raiva prejudica apenas a pessoa que a está sentindo, e não baixa o valor das contas, por mais incrível que isso possa parecer.

Toda vez que reclamamos nos tornamos uma vítima, e essa mentalidade  é extremamente nociva. Ela nos coloca em um patamar de impotência, onde sentimos que temos pouca ou nenhuma influência sobre a nossa vida financeira. Quando nos colocamos dessa forma, deixamos de enxergar soluções e outras coisas mais positivas. Cria-se um mecanismo de auto-sabotagem para permanecermos vítima.

Todo padrão emocional negativo tende a buscar formas de se alimentar, como se fosse uma forma de vida primitiva autônoma dentro de nós que não deseja morrer. Às vezes parece irresistível agir de determinada maneira. É o próprio padrão negativo tomando conta de nós para beber sua cota de negatividade e permanecer vivo.

Quando focamos em algo, seja positivo ou negativo, nosso cérebro passa a prestar mais atenção aquilo. Assim, quem reclama acaba detectando mais situações para reclamar, e ainda, de forma inconsciente, tenderá a distorcer os acontecimentos e ver somente o lado negativo para ter mais motivos para se queixar.

Além do mais, quanto mais reclamamos, mais atrairemos situações que nos farão reclamar. Lamúria atrai lamúria assim como a positividade atrai positividade. Cria-se uma sincronicidade de fatos considerados ruins.

Para confirmar o que eu acabei de falar, é só você observar aquelas pessoas que vivem reclamando. Elas geram tanta negatividade com suas lamúrias que acabam atraindo e enxergando mais e mais razões para se queixar. Gera-se um círculo vicioso. Não é à toa que elas encontram tantas pessoas e situações desagradáveis. Além disso, elas vão ter sempre uma reação desproporcional a cada evento negativo. Algo que alguém reagiria com tranquilidade ou apenas com um leve desconforto, o reclamam tende a reagir de forma exagerada.

O que está por trás da raiva das contas? Mentalidade de escassez. Sentimento de incapacidade de pagá-las por falta de confiança de que você pode gerar recursos. Pessimismo, sensação de que as despesas crescem sempre mais do que os ganhos. Preconceito contra as empresas, crenças negativas que dizem que todos são exploradores (Novamente, a vítima aparece). Você deve perceber o quanto essa negatividade prejudica a prosperidade.

Além disso, existe a falta de reconhecimento dos serviços que foram prestados, gerando insatisfação. Cada conta que você paga, seja condomínio, água, celular, existe uma prestação de serviço por trás que serve para nos trazer bem-estar, obviamente. Mas como estamos sempre usando esses serviços, fica tudo tão automatizado, que nem nos damos conta do quanto são importantes e nos fazem falta (A não ser quando são cortados, é claro). Parece que apenas estamos pagando contas por pagar, e que nada é feito. Fica também parecendo que é obrigação das empresas nos fornecer tudo.

Quando saímos para comprar algo ou receber uma prestação de serviço, a sensação de gratificação é diferente. Sentimos o prazer de adquirir o bem. Pagamos e recebemos  na hora aquilo que desejamos. Assim, não ficamos com raiva da compra, até mesmo quando o valor é alto, e ficamos felizes com o produto e a empresa que nos vendeu.

Assim deveríamos tratar todas as contas: Com alegria e gratidão, reconhecendo cada serviço prestado e o conforto que obtivemos durante o mês. Reconheça também a massa de pessoas que existem por trás daquela empresa e que estão sendo remuneradas, tirando dali o seu sustento. Sinta a prosperidade que é gerada cada vez que você paga uma conta.

Para prosperar cada vez mais, você precisa se sentir próspero. Pra isso comece, então, a abençoar suas contas pagando todas elas com gratidão na data do vencimento, ou até mesmo antes se for possível.

Podemos usar a EFT (Técnica para autolimpeza emocional – Clique Aqui e solicite o Manual Gratuito para aprender a eliminar emoções e Pensamentos negativos em minutos!), para limpar a raiva de qualquer conta que seja e assim nos ajudar a chegar mais facilmente nesse estado de gratidão. Você pode fazer da seguinte forma. Pense na conta que faz você sentir raiva. Liste todas as razões que surgirem e que alimentam o sentimento de raiva. Por exemplo: Sinto raiva de pagar a conta de energia por que é alta demais. Vivo economizando e ela sempre aumenta. Tenho raiva do monopólio das empresas. Acho a tarifa injusta. Deveria ser muito mais barato… etc. Agora você já tem material para fazer a sua rodada de EFT. Gradue a raiva em uma escala de 0 a 10 e depois comece a rodada.

Frase de preparação: “Mesmo que eu sinta raiva da conta de energia, eu me aceito profunda e completamente”. Repete 3 vezes enquanto bate no ponto do karatê.

Topo da cabeça: Sinto raiva da conta de energia;

Início da sobrancelha: Vivo economizando mas ela sempre aumenta;

Lateral do olho: Tenho raiva do monopólio das empresas;

Embaixo do olho: A tarifa é injusta;

Embaixo do nariz: Me sinto explorado;

Embaixo do lábio inferior: Me sinto refém;

Osso da clavícula: Deveria ser mais barato;

Embaixo da axila: Tenho medo de um dia não conseguir pagar;

Repete novamente do topo da cabeça até embaixo da axila.

Faça quantas rodadas forem necessárias até que você não sinta mais qualquer tipo de raiva da conta. Isso o deixará com uma mentalidade mais próspera, o que vai atrair mais abundância para sua vida.

Um forte abraço!

André Lima.

PS.: Se você gostou desse artigo e acredita que esse conhecimento pode ajudar outras pessoas, então clica em Curtir em algum lugar dessa página. Vou ficar muito grato a você!