Recentemente recebi um e-mail de uma leitora me relatando uma sentimento de medo por sentir um bem estar. Vou explicar melhor. Ela havia  assistido uma aula online em vídeo que eu ensinei a técnica da EFT (Técnica para Autolimpeza Emocional – Clique Aqui e solicite o Manual Gratuito para aprender a eliminar emoções e pensamentos negativos em minutos!) e relatou que ao fazer os exercícios ensinados começou a sentir uma leveza, um bem estar.

O que ela escreveu foi mais o menos o seguinte (Estou escrevendo conforme lembro de cabeça, pois não encontrei mais o e-mail, no meio de tantos):

“André, assisti a sua aula, fiz os exercícios e comecei a me sentir muito bem, uma leveza, um bem estar… mas aí fiquei com medo e parei. É assim mesmo?”

A propósito, você pode acessar a aula neste link http://andrelimaeft.klicksite.com.br/replay-webnario-em-07112013/?v=MjQ4NnwwfA=

Veja que coisa curiosa. Ela ficou com medo de estar se sentido bem, de estar sentindo leveza, paz interior… Eu estava em uma viagem tomando café da manhã com amigos e li essa mensagem para eles, que ficaram intrigados. Como alguém pode fazer algo que traz um bem estar enorme, e parar de fazer justamente por isso? Tem algum sentido? Não é paz interior e bem estar que todos nós queremos?

Um colega da mesa ainda chegou a falar brincando que a leitora deve ter pensado: “É melhor eu parar, vai que eu fico normal…”.

Mas é possível sim compreender o que aconteceu com a leitora. Já vi isso acontecer com outras pessoas, de forma parecida. O que ocorre, é que, por incrível que pareça, nos acostumamos a nos sentirmos mal, a carregar ansiedade e desconforto. E quando isso começa a ir embora pode surgir uma sensação de vazio de falta.

Criamos uma identificação tão grande com o sofrimento que ele parece que faz parte de quem nós somos. Identificar-se com o sofrimento significa se misturar com ele. Significa não estar presente para o fato de que você é o observador daquele sofrimento. O que você é, na verdade, é a paz interior que fica quando o sofrimento é removido.

Só que o desconforto tomou conta do seu espaço interno por muito tempo. Você já não sabe mais quem você é de verdade. Criamos então um apego inconsciente a essa estrutura de sofrimento que se instalou dentro de nós. Essa estrutura ganha vida própria. É uma entidade de energia de sofrimento que habita no nosso interior e que deseja crescer e se fortalecer.

Essa estrutura também é chamada de sombra. Eckhart Tolle, autor dos livros O Poder do Agora e Um Novo Mundo, o Despertar de Uma Nova Consciência, chama a sombra de corpo de dor. Por estarmos inconscientes de quem nós somos, o corpo de dor toma o nosso lugar. E quando tentamos fazer algo que vai ajudar a dissolvê-lo, ele reage, fica com medo e interfere no nosso comportamento e nas nossas escolhas.

No caso da leitora, ela parou de fazer os exercícios com medo. Esse medo não era dela em si, e sim, era o medo do próprio corpo de dor de ser dissolvido. Ele quer permanecer por lá e vai fazer o possível pra isso, gerando processos de autossabotagem.

Quanto mais pesado for o corpo de dor, maior o nosso apego inconsciente a ele e mais irá interferir no nosso comportamento gerando autossabotagem. Pessoas que sofrem de depressão tem uma sombra pesada e são conhecidas por sabotarem seus processos de cura. Elas dizem querer melhorar, mas acabam não fazendo tudo o que podem pra isso. São pessoas que muitas vezes não busca ajuda, e quando buscam, costumam faltar ou desistir de ir em frente. A energia de pessimismo os pensamentos negativos são tantos que elas acabam não indo até o fim para que possam se curar.

E toda essa energia sabotadora vem do corpo de dor. Você, no fundo, quer sentir o bem estar, por que na verdade essa é a essência de quem você verdadeiramente é. Essa paz fica encoberta pela sombra e a nossa maior missão no caminho da evolução espiritual é nos curarmos dessa carga negativa que nós carregamos.

Essa carga é formada pelos sentimentos negativos que nós acumulamos ao longo da vida através das experiências que passamos, das coisas que ouvimos e testemunhamos. E com a EFT é possível dissolver esses sentimentos. É por isso que essa técnica costuma trazer o um grande alívio.

Se você está interessado em crescimento emocional, espiritual e autoconhecimento, convido você para assistir a essa aula gratuita que a leitora fez, e que a levou a sentir um grande bem estar. http://andrelimaeft.klicksite.com.br/replay-webnario-em-07112013/?v=MjQ4NnwwfA==

Espero que você esteja preparado…

Peço que você deixe seus comentário abaixo, quero saber a sua opinião sobre esse texto. Eu leio tudo que é postado!

 

Um forte abraço!

André Lima.

 

PS.: Se você gostou desse artigo e acredita que esse conhecimento pode ajudar outras pessoas, então clica em Curtir em algum lugar dessa página. Vou ficar muito grato!