Venho falando em alguns artigos sobre a ligação entre as emoções e a parte física, as doenças. As emoções vão além de algo energético e sutil, vão além de apenas “sensações”. As emoções são manifestadas fisicamente. Existe uma química, umas fisiologias associadas a qualquer emoção, pois, no momento que se sente algo negativo, instantaneamente substâncias são produzidas e provocam reações físicas perceptíveis. Quanto mais intensa a emoção, mais fácil de perceber a reação física.

Tem pessoas que não percebem que a emoção se manifesta fisicamente. Isso por falta de prestar atenção no próprio corpo, pois ninguém nunca nos orientou a observar estas reações. Mas é muito simples verificar o que estou falando.

Pense em algum evento, fato, ou pessoa que traga uma emoção negativa. Se você conseguir sentir uma sensação negativa, ou seja, uma emoção ruim, então é porque ela se manifestou no seu corpo de forma desagradável, e é por isso que sentiu a emoção e sabe que é desagradável.

Observe bem o seu corpo, veja onde está o desconforto. Pode ser um aperto no peito, na garganta, um formigamento em alguma parte, um frio na barriga, sensação de calor em outra parte, coração acelerado, tensão em alguma parte do corpo, contração de algum órgão… Preste bastante atenção e você vai conseguir ver onde a emoção se manifestou fisicamente. Isso parece bem lógico e óbvio, não? Muita gente pensa que essa ligação é algo fantasioso, ou apenas pra quem é sensível demais, ou pra gente que “viaja”. Mas não tem nada disso, é algo real, concreto e acontece com todo e qualquer ser humano, sem exceção.

Vamos analisar o seguinte. Conforme orientei acima, pense em um evento específico ou pessoa que cause um desconforto ao acessar a memória agora. Quando você acessou a lembrança, a sua fisiologia foi afetada. Aquele evento estava lá guardado, latente dentro de você. O fato de você não lembrar dele o tempo todo não significa que ele não esteja atingindo a sua fisiologia. Este evento guarda uma carga emocional, e esta carga reprimida causa alterações físicas no seu corpo e causa também o que chamamos de “ansiedade”. A ansiedade é o nome genérico que damos ao desconforto sentido decorrente de várias emoções negativas presas, muitas delas inconscientes.

Imagine então que você tem centenas de pequenos eventos e alguns outros mais intensos que guardam este tipo de emoção. Este acúmulo afeta cada vez mais a química do corpo, as glândulas, os hormônios, tenciona os músculos, afeta o sistema imunológico. O resultado disso é que começam a surgir desequilíbrios maiores no corpo físico, mais perceptivos, ou seja, as doenças físicas, dores, e sintomas desagradáveis: Dores pelo corpo, formigamento, tensões, pressão, dormência, cansaço, sensação de peso, calor ou frio em determinadas partes, visão embaçada, ardência, coceira, alergias e etc…

Procure agora algum sintoma físico no seu corpo, qualquer um que seja. Se não tiver nenhum fácil de perceber, faça uma atenta observação desde os pés, passando pelas pernas, quadris, lombar, costas, ombros, pescoço, cabeça… Veja se há qualquer sensação desagradável.

Você agora poderá aplicar EFT (Técnica para Autolimpeza Emocional – Clique Aqui e solicite o Manual Gratuito para aprender a eliminar emoções e pensamentos negativos em minutos!) para este sintoma, usando uma frase de preparação bem simples com este exemplo (Para entender melhor você precisa conhecer a Técnica, recomendo o Manual da EFT caso não conheça):

“Mesmo que eu sinta essa tensão na lombar, eu me aceito profunda e completamente.” Nos demais pontos, você irá apenas repetir “tensão na lombar”. Antes de iniciar a rodada, avalie a intensidade da tensão. Quando terminar a rodada, avalie novamente a intensidade. Ela pode aumentar, diminuir ou permanecer a mesma. Faça mais rodadas, até começar a ceder, e persista até “zerar” o sintoma. Observe se o sintoma muda de lugar, ou se o sintoma muda de qualidade (Pode passar de tensão pra queimação, dor, formigamento e etc…). Persista até eliminar.

Uma coisa pode acontecer durante a rodada. Talvez você venha a lembrar de algum fato, evento, ou situação. Se veio à tona no pensamento algo emocional, é muito provável que este algo tenha conexão com o desconforto físico que você está tratando. Aí você pode tratar diretamente o evento emocional. Observe os efeitos que vai ter no sintoma, é provável que ele se altere mais rapidamente. Se não surgir nada emocional, persista apenas tratando o sintoma, rodada após rodada, até eliminar.

Importante! Você pode misturar nas frases da EFT o sintoma físico e coisas emocionais. Exemplo: Mesmo que eu sinta essa tensão na lombar que pode ser alguma preocupação, raiva, mágoa, tristeza, culpa, frustração, rejeição, abandono, medo, eu me aceito profunda e completamente. Nos demais pontos além do karatê, você pode alternar frases emocionais e físicas:

Topo da cabeça: Tensão na lombar

Início da sobrancelha: Tensão emocional na lombar

Lateral do olho: Pode ser raiva na lombar

Embaixo do olho: Pode ser mágoa na lombar

Embaixo do nariz: Pode ser culpa na lombar

Embaixo do lábio inferior: Pode ser preocupação na lombar

Osso da clavícula: Rejeição na lombar

Embaixo da axila: Abandono na lombar

Você deve prestar atenção se algum sentimento faz sentido pra você e outros que não fazem mais sentido. Os que fizerem, você repete mais vezes, o que não fizerem, você descarta. Fazendo isso, podem surgir lembranças, eventos, situações, insights e um rico material pra você aplicar EFT e curar. Ou pode ser que o sintoma diminua sem que venha nada específico à tona.

Eu normalmente uso essa técnica quando aplico EFT para o sintoma e ele não cede. Começo a “chutar” coisas emocionais, e muitas vezes as coisas começam a surgir, ceder, funcionar… Não deve ser coincidência!

Bem, tem muito mais sobre EFT (Clique Aqui e solicite o Manual Gratuito) e sintomas físicos, muito mais formas de aplicar e obter resultados. Nos cursos online e presencial eu cubro esse tema (Além de outros assuntos, é claro) com mais detalhes e aplicação prática.

Um forte abraço!

André Lima.

PS.: Se você gostou desse artigo e acredita que esse conhecimento pode ajudar outras pessoas, então clica em Curtir em algum lugar dessa página. Vou ficar muito grato!